‘Afrouxa as regras de licitação’, diz vice-governador sobre o decreto de calamidade por Covid

Foto: Divulgação/Frutuoso Lins
Frutuoso Lins criticou a atitude do governo em ano de eleição
Por:
Categoria: Extremo Norte TV

O vice-governador de Roraima, Dr. Frutuoso Lins, se posicionou contra o projeto que estende o estado de calamidade por Covid-19. O médico disse disse que o decreto ‘afrouxa’ as regras de licitação e fiscalização do Estado.

Frutuoso fez o comentário em uma publicação no Instagram do Roraima em Tempo sobre a votação do projeto. Ele ainda disponibilizou um link com estatísticas oficiais dos dados da pandemia a fim de rebater ao pedido de extensão.

Conforme o médico, enquanto o Ministério da Saúde está discutindo a retirada de medidas restritivas, o governador envia mensagem governamental pedindo autorização para que Roraima continue em estado de calamidade pública.

“Enquanto os números de casos de Covid estão em queda no Brasil e no estado de Roraima, a vacinação aumentando a sua abrangência, o Ministério Público já está discutindo a retirada de medidas restritivas, vem o governador do Estado de Roraima enviar uma mensagem governamental para a Assembleia Legislativa para pedir autorização a fim de colocar o estado de Roraima em situação de calamidade pública por conta da Covid”, disse.

O vice-governador afirmou ainda que o estado de calamidade afrouxa as regras de licitação e fiscalização que, segundo ele, já são frágeis em Roraima. “Isso tudo em um ano eleitoral”, destacou.

Decreto de calamidade

O decreto é do dia 02 de março de 2020. Com a renovação, o governo continua a receber verbas da Covid-19 do Governo Federal. Além disso, recebe também o custeamento de leitos de UTI, entre outros benefícios financeiros.

Números em queda

Por outro lado, os dados divulgados diariamente pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) mostra uma redução significativa nos números da Covid-19.

Os casos confirmados da doença, mortes e leitos tanto clínicos quanto de UTI registram números menores que do último ano.

Por exemplo, de acordo com o boletim da Sesau do dia 04 de março de 2021, Roraima registrou 355 novos casos, enquanto ontem (04) registrou apenas 54.

Ainda no dia 04 do ano passado, o estado registrou 17 mortes. De acordo com o boletim de ontem, Roraima não registrou nenhuma morte em 24h. Agora, 38 pessoas estão internadas em unidades hospitalares destinadas à Covid-19. Na mesma data do ano passado, haviam 373 leitos ocupados.