Agente de trânsito armado ameaça funcionários de conveniência e é preso

Foto: Reprodução
R.A.T. chegou a se identificar como policial civil
Fonte: Folha BV
Por:
Categoria: Roraima

O servidor público R.A.T., de 37 anos, foi preso após ameaçar com uma pistola calibre 380 funcionários de uma conveniência, localizada na Avenida Major Wiliams, Centro, na madrugada deste sábado, 2. Aos policiais do Primeiro Batalhão da Polícia Militar (1° BPM), o homem chegou a se identificar como policial civil.

De acordo com informações dos policiais que atenderam a ocorrência, a guarnição foi acionada via Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciops). Chegando ao local, a vítima L.S.N., de 28 anos, informou que R.A.T. estava contido em uma sala no interior do estabelecimento e que ele é conhecido por visitar o local e causar confusão.

A vítima disse que R.A.T. ficou exaltado e ameaçava os funcionários da conveniência com a pistola, após ter caído da mesa enquanto consumia bebida alcoólica. O homem foi contido pelos seguranças do local. A arma de fogo foi entregue a um subtenente da Polícia Militar (PMRR) que estava de folga e em uma mesa ao lado próxima a do ocorrido.

Quando a equipe encontrou R.A.T., ele estava dormindo com forte odor de bebida alcoólica e a sala estava bagunçada e com os materiais quebrados. O homem foi acordado pelos policias e ao ser questionado sobre o seu nome respondeu se chamar ‘vagabundo’. Ainda de acordo com a guarnição, o homem se negou a ficar de pé e ameaçou a guarnição dizendo que “não podia ser preso porque era filho de delegada”.

Na Central de Flagrantes foi constatado que R.A.T. não é policial militar. No local, ele se identificou como sendo agente de trânsito e afirmou ter porte de arma de fogo. Na Delegacia foram tomadas as medidas legais e cabíveis.