Bandidos se passam por atendentes de Bancos na hora de aplicar golpe

Foto: Folha BV
Criminosos usam o número 061 4004-0001 para entrar em contato com as vítimas
Fonte: Folha BV
Por: Folha web
Categoria: Nacional

Os golpistas não param de elaborar meios de enganar as pessoas. O golpe da vez é se passar por atendentes de Bancos. Aproximadamente três pessoas foram procuradas através de ligação pelos criminosos. O número utilizado foi o 061 4004-0001 para entrar em contato com as vítimas.

Uma das vítimas foi à servidora pública, Ana Marques, de 54 anos, que foi procurada na manhã dessa terça-feira, 25.  De acordo com ela, os golpistas se identificaram como sendo atendente do Banco do Brasil, informaram que teve uma tentativa de fraude na conta dela, como uma transferência de R$ 2 mil, e informações pessoas. “Eles são muito profissionais, passaram número de protocolo, conversei com várias pessoas como se fossem atendentes do banco”, explicou.

Ainda de acordo com ela, durante a ligação os golpistas forneceram um link, porém Ana percebeu se tratar de um golpe e entrou em contato com a gerente do banco.

Com o avanço da tecnologia, os golpes bancários estão cada vez mais convincentes e perigosos, e tem causado prejuízos financeiros a muitas pessoas. Só no ano passado, o conhecido “Golpe da Falsa Central Telefônica” cresceu 340% segundo a Federação Brasileira de Bancos (Febraban).

Então, como saber se a Central Telefônica é verdadeira ou falsa?

Fique atento às orientações!

O BB não realiza chamadas telefônicas a partir do 4004-0001 para você. Esse número de telefone é apenas receptivo. Ou seja, é um número de telefone para que o cliente entre em contato com o Banco, nunca o contrário.

Mas, como o fraudador consegue realizar ligações a partir do número 4004-0001?

Infelizmente, existem aplicativos que podem ser baixados livremente na internet que permitem o mascaramento do número do telefone ou mesmo a alteração da voz.

Uma dica importante para você lembrar é que dados pessoais e senhas só são solicitados quando a ligação é iniciada pelo cliente. Quando a ligação partir do BB para você, este tipo de solicitação não é feita. Caso isso ocorra, tenha certeza, é golpe! Desligue a ligação imediatamente!

Pontos importantes a serem observados: 

O BB não telefona para realizar liberação ou atualização de dispositivos ou do módulo de segurança e não orienta os clientes a se dirigirem até um Terminal de Autoatendimento para realizar qualquer tipo de transação.

Fique ligado! O módulo de segurança é um programa mantido e distribuído pelo BB para a proteção ativa dos equipamentos dos clientes do Banco.  As atualizações são realizadas de forma automática, sem que ocorra abordagens ou contato com os clientes.

Os contatos telefônicos relacionados ao módulo de segurança, só ocorrem se houver abertura de chamado pelo cliente no suporte técnico com abertura de protocolo do BB Atende.

Atenção à regra dos cinco minutos

Os golpistas também têm solicitado, com frequência, em casos de contato por meio de telefone fixo, que o cliente desconfiado desligue o telefone e ligue para o banco para confirmar a veracidade das informações.

Cuidado! O golpista quando realiza o contato por telefone fixo consegue prender a ligação por até 5 minutos após o cliente ter desligado.

Caso o cliente ligue imediatamente pelo mesmo telefone, o próprio golpista atenderá a ligação e se passará pela Falsa Central de Atendimento.

Então, neste caso a orientação é: recebeu um suposto contato do BB pelo telefone fixo e quer confirmar a autenticidade da ligação, entre em contato pelos telefones oficiais do BB após 5 minutos do recebimento da ligação ou preferencialmente por meio de outra linha telefônica.

Também é comum em contatos realizados por Falsas Centrais de Atendimento que sejam repassados endereços eletrônicos espúrios como “bbsuporte”, “bbrelacionamento” e “bbatendimento”, induzindo o cliente a digitar seus dados de segurança e acesso à conta. A orientação é não realizar acessos através de links. Acesse o site do BB digitando diretamente no navegador www.bb.com.br.

Caí no golpe da falsa central. E agora, o que fazer?

Comunique imediatamente o Banco e faça o registro do boletim de ocorrência na polícia local, pois a partir dele é possível mensurar a incidência dos golpes como também a possibilidade de localizar quadrilhas inteiras de fraudadores.

Em alguns casos, quando o fraudador é identificado, é possível até mesmo acionar a justiça para responsabilizar o autor do golpe e reaver as quantias perdidas.

O Banco do Brasil tem investido em soluções de segurança e periodicamente publica em seus perfis nas redes sociais, dicas para que os correntistas não caiam em golpes.