Casa onde menina foi morta pela mãe parecia cativeiro, dizem vizinhos

Foto: Metrópoles
Moradores descrevem vítima de assassinato como uma menina quieta, que saía de casa apenas para estudar
Por: NSC total
Categoria: Extremo Norte TV

Pelo lado de fora, uma casa que parece abandonada. Por dentro, segredos que as paredes não contam. As manchas de sangue que estavam em alguns itens do imóvel, porém, indicavam que um crime havia ocorrido. Foi o assassinato de Luna Gonçalves, menina de 11 anos morta em Timbó na última quarta-feira (13/4).

“Isso ali é um cativeiro. Ele [o padrasto] não deixava a mulher sair sozinha. Elas nunca eram vistas. A menina ia da escola para casa e só”, conta uma vizinha que, por medo, preferiu não se identificar.