Dupla é presa em flagrante por filmar sexo e recusarem a pagar garota de programa em RR

Foto: Folha BV
Suspeitos foram encaminhados para a Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher e seguiram para a Audiência de Custódia
Fonte: Folha BV
Por: Folha web
Categoria: Roraima

A Polícia Civil prendeu, em flagrante, dois homens, um de 23 anos acusado de estelionato e o outro de 38, suspeito de manter uma casa de prostituição e rufianismo. Eles foram encaminhados para a DEAM (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher) e seguiram para a Audiência de Custódia.

Segundo a delegada Jaira Farias, da DEAM (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher), inicialmente a Polícia Militar foi chamada para atender uma ocorrência de estelionato. No local, tomaram conhecimento que uma venezuelana de 21 anos acionou a polícia após realizar um programa sexual e não receber a quantia acertada.

“A mulher relatou que havia acertado, por meio de um aplicativo, o qual anuncia garotas de programa, um encontro onde um homem a contratou para fazer programa com um primo dele, e que transmitiria o ato por videochamada e, logo após o término da relação, ela receberia o valor acordado”, detalhou Jaira.

Porém, conforme a delegada, o valor não foi pago. O acusado, de 23 anos, negou ter contratado a garota e, por isso, não pagaria o lhe foi cobrado. Disse ainda que também teria sido contratado pelo mesmo homem, que por sua vez contratou a venezuelana, e que ele havia prometido a ela uma quantia em dinheiro para se encontrar com ela e realizar o ato sexual.

A delegada disse que no local onde a polícia foi chamada, no bairro Pricumã, funcionava uma casa de prostituição. O proprietário do estabelecimento confessou que mantêm sites para promover a prostituição, assim como a casa onde aluga quartos para que os encontros sexuais sejam realizados.

“Estão sendo tomadas as medidas necessárias para que o site de prostituição criado por um dos flagranteados seja derrubado”, finalizou a delegada.