Empresário denuncia Denarium por falsificar assinatura em promissória

Foto: Roraima em Tempo
Conforme ação judicial, o homem recebeu a nota promissória e registrou boletim de ocorrência no 1º DP
Por:
Categoria: Roraima

Um empresário de Boa Vista denunciou o governador Antonio Denarium (PP) por suposta falsificação de sua assinatura em uma nota promissória no valor de R$ 41.815,00.

Ocorre que, para cobrar uma dívida, Denarium ajuizou ação na Justiça contra o homem. Para isso, apresentou uma promissória supostamente assinada pelo proprietário.

A defesa do empresário relata que em 2010 a empresa recebeu por meio de fax uma nota promissória de R$ 41.815,00. O proprietário então entrou em contato com a empresa de Denarium para questionar a validade do documento. Então recebeu a informação de que não havia nada de errado e que o próprio empresário havia assinado o documento.

Imediatamente o empresário registrou um boletim de ocorrência. Ele afirmou que em momento algum assinou qualquer documento de negociação com aquele valor.

No processo há documentos que, conforme a defesa do empresário, comprovam que ele pagou grande parte da dívida, restando apenas R$ 9.000 para quitar.

A ação pediu ainda que o Judiciário enviasse cópia do processo ao Ministério Público de Roraima (MPRR) para as medidas criminais cabíveis.

A dívida

Conforme documento de protesto registrado no Tabelionato do 2º Ofício, no dia 23 de setembro de 2004, a dívida da empresa era de R$ 9.517,00. A dívida havia sido contraída em novembro de 2003, mas como o empresário não conseguiu quitar, renegociou.

“Diante do exposto anteriormente, visando comprovar a falsidade do referido documento, requer seja promovido exame pericial na nota promissória constante nos autos da execução promovida pelo requerido”.

Em contrapartida, em 12 de dezembro de 2005, a Denarium Fomento Mercantil LTDA registrou um novo protesto contra a empresa do homem. Dessa vez o valor já era de R$ 41.815,15.

Agiotagem

De acordo com notícia-crime apresentada ao Ministério Público em setembro do ano passado, o governador de Roraima, Antonio Denarium, é suspeito de chefiar um esquema de agiotagem no estado.

Conforme a denúncia, o chefe do executivo usou a influência do cargo público para “ampliar a coação psicológica” sobre os devedores.

Embora a primeira-dama Simone Denarium esteja inscrita como a sócio-administradora da empresa, Denarium chegou a assinar ações judiciais de cobrança como gerente. No Tribunal de Justiça de Roraima, há 187 registros de cobrança da empresa à devedores.