Famílias denunciam que prefeitura de Caracaraí deixou mais de 300 alunos sem kit alimentação

Foto: Reprodução
Kit é uma distribuição dos alimentos que passou a ser feita durante a pandemia, quando as aulas passaram a serem remotas
Por:
Categoria: Extremo Norte TV

Os pais de alunos de escolas municipais de Caracaraí denunciaram à redação que mais de 300 famílias não receberam o kit de alimentação ofertado pela Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Desporto (SEMECD) através do Programa Nacional de Alimentação (PNAE).

Conforme a mãe de um aluno da Escola Municipal Ednea Barbosa, na manhã dessa terça-feira (22) ela se dirigiu à unidade para receber o kit. Entretanto, ao chegar, a informaram de que apenas alguns alunos iriam receber, deixando mais de 300 alunos sem o benefício e, entre eles, o seu filho.

“Eu questionei porque o nome do meu filho não estava na cesta, se ele é aluno, nunca faltou. Eles disseram que já trouxeram a lista pronta da Secretaria de Educação, e que eles só estavam lá para entregar a cesta”, explicou.

Ela disse que seu filho tem direito de receber o kit, pois durante as aulas presenciais, todos tinham direito à alimentação.

“Querendo ou não, quando tinha aula, ele merendava do mesmo jeito, pois dividiam a merenda por igual”, disse.

Após isso, a mãe do estudante resolveu ir à SEMECD para saber o porquê somente alguns alunos receberiam o kit.

“Quando eu cheguei lá, a mulher também me disse que as cestas vieram contadas, houve uma seleção, e somente alguns alunos iriam receber. E eu perguntei por que, sendo que todos os alunos estudam lá e merendam lá. Por que não filho não poderia receber?”, indagou.

Outras escolas

Do mesmo modo, José Paulo, pai de um aluno da Escola Municipal Manuel Pereira Costa, também não foi beneficiado pelo programa da prefeitura do município. Segundo ele, o informaram que o kit seria distribuído somente entre as pessoas que tem cadastro no Bolsa Família.

Entretanto, apesar de ser beneficiário do Bolsa Família, seu filho não foi contemplado a receber o kit.

Citada

Procurada, a prefeitura de Caracaraí afirmou que a distribuição é feita com base no cadastro de beneficiários do Auxílio Brasil, programa do governo federal. Disse, ainda, que priorizou alunos em situação de vulnerabilidade social.

Ainda de acordo com o município, as famílias que não foram contempladas, mas que têm alunos em situação de vulnerabilidade irão passar por uma nova avaliação. O município pediu, ainda, que as famílias chequem se há irregularidades em seus cadastros no Auxílio Brasil.