Homem é preso 5 anos após estuprar e engravidar enteada com paralisia cerebral em Roraima

Foto: Reprodução
Crime ocorreu em 2017, no município de Bonfim. Criança gerada no estupro morreu pouco tempo depois do parto, informou a Polícia Civil.
Fonte: G1
Por:
Categoria: Roraima

Um homem, de 55 anos, foi preso na Comunidade Indígena Moscou, município de Bonfim, Norte de Roraima, cinco anos após estuprar e engravidar a enteada com paralisia cerebral. A informação foi divulgada nesta quarta-feira (6) pela Polícia Civil.

Contra o homem, havia um mandado de prisão preventiva desde fevereiro deste ano. O caso ocorreu em 2017 e o bebê gerado no estupro chegou a nascer, mas morreu pouco tempo após o nascimento.

O Ministério Público Estadual apresentou a denúncia contra o homem, que teve a prisão preventiva decretada para “a garantia da ordem pública e por conveniência da instrução criminal”, conforme a Civil. Ele foi localizado nesta terça-feira (5).

Um segundo mandado de prisão também foi cumprido na mesma comunidade nesta terça-feira. O homem, de 46 anos, também estuprou a enteada e foi condenado a 14 anos de de reclusão em regime inicialmente fechado.

Neste caso, o estupro aconteceu em 2011, quando a vítima tinha apenas 9 anos de idade e durou até 2013, quando ela contou para a mãe sobre os estupros e ameaças do padrasto. A mulher procurou a Polícia e realizou a denúncia.

Conforme a Civil, foi necessário realizar uma negociação com a liderança indígena da comunidade para o cumprimento dos mandados de prisão. Ao todo, foram necessárias duras horas para que as prisões fossem realizadas.

Os dois homens foram encaminhados à Boa Vista e levados à sede da Delegacia de Polícia Interestadual (Polinter), para formalização das prisões.