Lua de Júpiter pode ter muito mais água líquida rasa na superfície do que se pensava

Foto: Metrópoles
Gelo analisado aqui na Terra deu mais subsídios para cientistas chegarem à conclusão de existência de água líquina na lua chamada Europa
Por: SoCientífica
Categoria: Internacional

A superfície congelada de Europa, uma lua de Júpiter, é coberta com vários pares de cumes, que atravessam por vales de gelo. Esses cume duplos são, na verdade, as características mais comuns nessa lua. Contudo, os cientistas ainda não tinham uma ideia clara de como eles se formavam.

Agora, uma análise de imagens de um grupo de cumes similares encontrado no manto de gelo da Groenlândia sugere que talvez a água relativamente rasa dentro da camada de gelo de Europa seja responsável pela formação desses cumes. Se isso for verdade, pode significar que a lua de Júpiter pode ter muito mais água líquida rasa do que se pensava.