Mesmo rejeitado pela torcida, Fla vai comprar Andreas Pereira por R$ 63 milhões

Foto: Reprodução
"Entregador de paçoca." O jogador segue sendo xingado por torcedores do Flamengo. Eles não o perdoam pela falha na final da Libertadores. Andreas Pereira será comprado mesmo assim. Mas está abalado
Fonte: R7
Por:
Categoria: Nacional

Está claro que torcedores não o perdoam por haver falhado de forma infantil na decisão da Libertadores de 2021, perdendo a bola dominada para Deyverson, que fez o gol da vitória do Palmeiras, na prorrogação, por 2 a 1.

Mesmo com uma fortíssima campanha nas redes sociais contra a contratação, a direção do Flamengo decidiu comprá-lo, depois do empréstimo de um ano do Manchester United. Os valores são altíssimos: R$ 63 milhões por 70% dos seus direitos.

E que não foi anunciada apenas por uma questão burocrática. Para passar de jogador emprestado a comprado, a documentação leva, em média, cinco dias. Se isso acontecesse, Andreas perderia a chance de atuar domingo na final da Supercopa do Brasil, contra o Atlético Mineiro.

Já está tudo certo com o clube inglês e com o jogador.

Ele assinará contrato até dezembro de 2022.

Só que o atleta de 26 anos está sentindo a pressão.

Ao contrário do que os dirigentes, jogadores e até o técnico Paulo Sousa disseram, os torcedores seguem rancorosos, não esquecendo sua falha.

O jogador demonstrou todo seu desequilíbrio emocional contra o Madureira.

Diante das vaias e xingamentos, ele passou a dar pontapés nos jogadores do time rival.

Ele não está conseguindo colocar em prática o que havia prometido em novembro do ano passado, logo após a final da Libertadores.

“Nação, tô aqui com coração apertado! Hoje eu errei! Não faltou vontade, raça… e nunca vai faltar! Momentos difíceis mostram o caráter do nosso grupo que nesses 3 meses me acolheu na família Flamengo com tanto carinho! Peço desculpas pelo erro de hoje! ❤️ Eu prometo, vou reconquistar vocês!”

Se não sofresse um entorse e tivesse de ser substituído, tudo indicava que seria expulso ontem.

A direção não vai voltar atrás na negociação.

Nem o jogador quer desistir.

Mas logo após a partida, os companheiros e o treinador Paulo Sousa consolaram, deram apoio a Andreas Pereira.

Ele não acreditou que sofreria tantas represálias por parte da torcida do Flamengo.

Nas suas redes sociais, ele tenta reagir.

“Aquele que não é corajoso o suficiente para correr riscos não conseguirá nada na vida.” Muhammad Ali 壘”, escreveu.

Mas no mesmo post, torcedores o ironizam.

“Esse aí entrega mais rápido que eu, Sedex.”

E por aí, seguiam os ataques de torcedores.

O treinador Paulo Sousa se coloca como quem recuperará psicologicamente o jogador.

Não é uma função fácil.

Na Inglaterra, onde jogada, a presença de psicólogos é comum, e considerada fundamental, nos clubes de elite.

No Brasil, segue ainda enorme rejeição à psicologia.

O caso de Andreas Pereira é emblemático.

Não será surpresa se ele buscar ajuda fora do Flamengo.

Para suportar o erro contra o Palmeiras…