Motoristas de aplicativo pedem mudanças em Projeto de Lei que regulamenta o serviço

Foto: Reprodução
Conforme motoristas, PL do vereador Ítalo Otávio não beneficia a classe
Por:
Categoria: Roraima

Motoristas de aplicativo de Boa Vista, capital de Roraima, pedem mudanças no Projeto de Lei (PL) do vereador ítalo Otávio (PR) que regulamenta o serviço.

De acordo com Cristiano Ribeiro, os motoristas se reuniram para entender a proposta do PL e concluíram que não beneficiaria a classe.

“O vereador responsável pelo projeto, o Ítalo, trouxe esse projeto à tona e quando tomamos ciência e fomos ter conhecimento do teor do projeto, nos reunimos enquanto motoristas de aplicativos. Hoje, existem várias equipes em Boa Vista. Nós somos em média mais de 6 mil, 7 mil motoristas atuando em Boa Vista. Fomos verificar e ter conhecimento do teor daquele projeto e nesse momento entendemos que o projeto não beneficiaria a nossa classe. Ele regulamentaria, mas traria apenas obrigações para os motoristas de aplicativo que já cumprem uma série de obrigações junto aos aplicativos”, disse.

Custos para os motoristas

Do mesmo modo, o representante Alex Riley explicou que há exigências no projeto do vereador que geram custos além dos já aplicados pelas plataformas. Dentre elas, está o pagamento de taxas para a prefeitura e para o órgão fiscalizador.

“No ponto de vista da categoria, geraria algumas taxas que nós iríamos ter que pagar para a prefeitura e para a Ehmur que seria o órgão fiscalizador da classe. Então, a gente tira pelos gastos que a gente já tem diariamente. Atualmente, a plataforma mais em conta para um motorista de aplicativo trabalhar é a InDriver. Nós pagamos uma taxa de 9,5%, praticamente 10% de cada corrida. Para a gente poder rodar na InDriver, a gente tem que pagar uma taxa para eles, que é o modo pré-pago. A gente faz uma recarga de no mínimo, 25 reais. Então se você pegar 25 reais por dia, no mês vai dar 700 reais. No ano, nós vamos gastar em média 8.400 reais só de taxa para o aplicativo”, explicou.

Audiência pública

Por outro lado, na manhã de hoje, eles estiveram na Câmara Municipal de Boa Vista para conversar a respeito do projeto, contou o representante Esteferson Cabral.

“Hoje a gente esteve na Câmara dos Vereadores, estiveram alguns vereadores com a gente. Amanhã vai ter uma votação de uma audiência pública em prol desse projeto dos aplicativos. Depois de aprovada essa audiência, vai ser marcada a data da audiência, creio que ainda esse mês, para a gente colocar os pontos que a gente discorda dessa PL para modificar de acordo com o que beneficia a gente”, disse.

A redação entrou em contato com o vereador Ítalo Otávio (Republicanos), mas ele não se manifestou sobre o assunto.