Mototaxista que estuprou e espancou mulher é preso

Foto: Reprodução
J. L. S., foi preso na casa dele, no bairro Jardim Primavera
Fonte: Folha BV
Por:
Categoria: Extremo Norte TV

O mototaxista J.L.S, de 26 anos, foi preso preventivamente nessa sexta-feira (27) pela Polícia Civil de Roraima, Delegacia de Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM), acusado de tentativa de estupro.

Informações prestadas pela delegada da DEAM, Jaira Farias, condutora do inquérito, o crime ocorreu no dia 4 de dezembro de 2021 quando a vítima, uma mulher de 41 anos, retornava do trabalho por volta das 6h e foi abordada pelo acusado, que apresentava sinais de embriaguez, pilotando uma motocicleta. Ele tentou tocá-la, beijá-la, mas ela pediu que a deixasse em paz.

“Ele então saiu com a motocicleta, mas retornou em seguida e conseguiu arrastar a mulher até uma casa em construção e a agrediu tentando tirar sua roupa, repetindo que queria manter relações sexuais com ela”, detalhou a delegada.

Jaira disse ainda que a vítima chegou a lutar com o agressor, e pedir socorro. O homem então para silenciá-la, passou a golpeá-la no rosto e cabeça murros enquanto a vítima gritava até perder os sentidos e desmaiar.

“A mulher foi encontrada pela Polícia Militar que foi acionada por pessoas que ouviram os gritos dela. No local, os policiais encontraram a carteira do suposto agressor com documentos pessoais e, através da foto, o acusado foi reconhecido pela mulher”, disse.

A delegada ressaltou que na época, após passar por exames, ficou comprovado que a vítima sofreu traumatismo craniano devido às agressões e estava com rebaixamento da consciência, sendo constatada hemorragia. Ela passou por procedimento cirúrgico.

No exame de corpo de delito, o laudo apontou múltiplas lesões, decorrentes de violência física, provocada por ação contundente. A delegada Jaira Farias disse ainda que diante da gravidade dos fatos, e dos laudos periciais, foi solicitada a prisão preventiva do acusado, que foi deferida pela Justiça.

“Cumprimos o mandado de prisão e J. L. S., foi preso na casa dele, no bairro Jardim Primavera. Durante o interrogatório ele negou as acusações. Agora será encaminhado ao sistema prisional e ficará à disposição da Justiça”, concluiu a delegada.