PF deflagra operação contra empresa agrícola por comprar e vender ouro extraído ilegalmente de áreas indígenas em RR

Foto: Divulgação/PF
Sede da empresa e dois sócios são alvos de busca e apreensão na operação Illegal Mining. Empresa também comprava e vendia ouro da Raposa Serra do Sol.
Fonte: G1
Por:
Categoria: Roraima

Uma empresa de materiais agrícolas e dois sócios dela são alvos de uma operação da Polícia Federal deflagrada nesta quinta-feira (17) por suspeita de compra e venda de ouro extraído de garimpos ilegais em reservas indígenas de Roraima, principalmente a Terra Yanomamia maior do país.

A operação Illegal Mining cumpre em Boa Vista, sede da empresa, três mandados de busca e apreensão expedidos pela 4ª Vara Federal Criminal da Seção Judiciária de Roraima. As buscas são contra a firma e os dois sócios. Não houve prisão em flagrante.

As investigações tiveram início em junho de 2021 quando a PF recebeu denúncia que a empresa estaria comprando ouro extraído ilegalmente de terras indígenas e exportando para fora de Roraima.

Entre o ouro comercializado também havia minério extraído na Raposa Serra do Sol, no Norte do estado.

“O minério adquirido era embarcado em aviões de pequeno porte que se utilizavam de pistas clandestinas para transportá-lo até Itaituba-PA, onde ganhava aspecto de legalidade ao misturar-se com ouro de lavras regularizadas”, detalhou a PF.

O nome da operação remete ao termo em inglês que se traduz como “mineração ilegal”.