PF prende suspeito de incendiar aeronaves do Ibama que queria frear ações de combate ao garimpo ilegal em RR

Foto: Divulgação PF
Homem foi preso em Goiânia após outros suspeitos o apontarem como autor do crime
Por:
Categoria: Extremo Norte TV

A Polícia Federal (PF) prendeu um suspeito de incendiar aeronaves do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) nessa quarta-feira (2). Ele foi preso em Goiânia durante a Operação Acauã.

Conforme a PF, o ataque as aeronaves tinha o intuito de frear as ações de combate aos garimpos ilegais em Roraima. O crime ocorreu em 24 de janeiro deste ano.

“O ato criminoso é uma represália às operações conjuntas feitas pela Polícia Federal e Ibama, e que contaram com o emprego direto das aeronaves objeto dos crimes”, informou a PF.

Ainda conforme a PF, na semana passada, outras cinco pessoas envolvidas no crime foram presas. Os agentes prenderam o motorista, suspeito de ter levado e retirado os executores da cena do crime e dois dois suspeitos de incendiar as aeronaves.

Além disso, os agentes também prenderam dois suspeitos de intermediar o agenciamento dos executores e repassar o pagamento pelos crimes.

Depois que foram presos, ao menos três dos suspeitos apontaram o suspeito preso nessa quarta como autor intelectual do crime.

Operação Acauã da PF

Conforme a PF, Acauã é um falcão com grande habilidade para caça. O animal se alimenta de serpentes, inclusive, venenosas. No folclore amazonense, diz-se que os gritos do Acauã prenunciam a chegada de forasteiros.