Polícia Militar apreende 5 ton de cassiterita transportada ilegalmente

Foto: Reprodução
O minério estava em um caminhão. O material e o condutor do veículo, o motorista  I.S.C, de 26 anos,  foram apreendidos e apresentados na sede da Polícia Federal para providências
Fonte: Folha BV
Por:
Categoria: Extremo Norte TV

A Polícia Militar apreendeu cerca de cinco toneladas de cassiterita durante abordagem no município de Mucajaí, na noite desta sexta-feira (17).

O minério estava em um caminhão. O material e o condutor do veículo, o motorista  I.S.C, de 26 anos,  foram apreendidos e apresentados na sede da Polícia Federal para providências.

A apreensão ocorreu quando a PM fazia patrulhamento e avistou o veículo.  Segundo a PM, o jovem preferiu não falar nada com a polícia.

Cassiterita

A exploração da cassiterita está impulsionada pela crescente demanda global por esse mineral.

É da cassiterita que é extraído o estanho, metal usado para produzir ligas como as folhas de flandres, famosas e úteis por sua maleabilidade e pela capacidade de evitar corrosão e ferrugem. Por conta dessas propriedades, o metal está em todo lado: nas latas de alimentos, no acabamento de carros, na fabricação de vidros e até na tela dos celulares.

Em fevereiro, a Polícia Federal apreendeu 100 toneladas do mineral na capital Boa Vista, que provavelmente foram extraídas da terra indígena yanomami. A carga foi avaliada em mais de R$ 15 milhões.

Um mês depois, outras 10 toneladas do produto também foram apreendidas, somando 110 toneladas nos três primeiros meses do ano.

A extração do mineral em Roraima é atraente porque o teor de minério nos aluviões (leitos e barrancos de rios) é mais alto do que em outros Estados.Os destinos mais comuns da cassiterita ilegal roraimense são Amazonas e Rondônia. Este último Estado é o detentor das maiores reservas do mineral no Brasil e possui uma fundição no município de Ariquemes.