Taxa de casos de estupro por habitante em Roraima é segunda maior do país, indica Anuário

Foto: G1 RR
Estado tem taxa de 83,3 e só fica atrás de de Mato Grosso do Sul, com 86,5. Dados do anuário correspondem a registros de 2021.
Fonte: G1
Por:
Categoria: Roraima

Roraima foi o segundo estado com a maior taxa de estupro e estupro de vulnerável por 100 mil habitantes do país, com 83,3. Os dados são do Anuário de Segurança Pública 2022, divulgado nessa terça-feira (28), e levam em consideração os registros do ano passado.

A taxa só fica atrás de Mato Grosso do Sul, com 86,5. Em seguida estão os estados do Acre (64,7) e Amapá (60,5) (Veja os 10 primeiros abaixo). No Brasil, a taxa é de 30,9 e aumentou 4,2% se comparada a 2020, quando era 29,7.

Além disso, Roraima registrou um aumento de 24,7% nos casos em comparação a 2020. No total, conforme o Anuário, Roraima teve 423 ocorrências de estupro de vulnerável e 121 de estupro, somando 544 casos.

Em 2020, os números absolutos foram 422, sendo 290 ocorrências estupro de vulnerável e 132 ocorrências de estupro. Já a taxa por habitante a taxa foi de 66,9.

As ocorrências de estupro passaram por uma redução de -11,4%. Por outro lado, Roraima teve a terceira maior taxa de crescimento de estupro de vulnerável, com 64,8%.

O crescimento no estado só fica atrás do Acre com uma variação de 131% e Paraíba com 52,9%. Os três estados não são, necessariamente, os que possuem mais casos de estupro, mas os que tiveram o maior registro de ocorrências.

A taxa dos crimes de estupro por 100 mil habitantes em Roraima ficou em 18,5. O estado também teve a segunda maior do país, em primeiro está Santa Catarina (SC), com 19,0.

Estupros no Brasil

 

De acordo com o estudo, o Brasil registrou 66.020 casos de estupro e estupro de vulnerável em 2021. O estupro de vulnerável é cometido contra menores de 14 anos ou com quem é incapaz de consentir sobre o ato, seja por conta de sua condição (enfermidade ou deficiência) ou por não possuir discernimento para tanto.

No país, o número de estupro de vulnerável foi maior que as ocorrências de estupro. Os crimes tiveram 45.994 e 14.921 registros respectivamente. O estado com maior número de ocorrência foi São Paulo, com 11.762 casos, já Rio Grande do Norte teve o menor registro, com 519 casos.

Veja os dez estados com maior índice de estupro e estupro de vulnerável por 100 mil habitantes

  • Mato Grosso do Sul: 83,0
  • Roraima: 66,9
  • Acre: 64,7
  • Amapá: 60,5
  • Rondônia: 51,9
  • Tocantins: 51,8
  • Rio Grande do Norte: 50,8
  • Mato Grosso: 46,6
  • Pará e : 44,5
  • Goiás: 42,6

Anuário aponta alta de mortes violentas em Boa Vista

O estudo também revelou que Boa Vista foi a terceira capital com maior alta de mortes violentas em um ano no Brasil. Atualmente, a taxa é 9,9% se comprar os anos de 2020 e 2021.

As mortes violentas incluem homicídios, latrocínios, lesões corporais seguidas de morte e mortes cometidas pela polícia.