Telmário Mota é alvo de operação da Polícia Civil por suspeita de mandar matar mãe da filha que o acusou de estupro

Foto: Reprodução
Há um mandado de prisão em aberto contra o ex-senador; outros dois suspeitos também são alvos da operação
Fonte: Roraima em tempo

O ex-senador Telmário Mota é alvo de uma operação da Polícia Civil na manhã desta segunda-feira (30). Ele é o principal suspeito de ter mandado matar Antônia Araújo de Sousa, de 52 anos, mãe de uma filha dele que o acusou de estupro em agosto de 2022.

Há um mandado de prisão em aberto contra o ex-senador. Também são alvos da operação o sobrinho dele, identificado como Harrison Nei Correa Mota, e o suspeito de dar o tiro que matou a vítima, Leandro Luz. Segundo informações obtidas pela reportagem, Telmário Mota está em Brasília.

Antônia foi assassinada com um tiro na cabeça na manhã do dia 29 de setembro, no bairro Senador Hélio Campos, zona Oeste de Boa Vista. Ela teria uma audiência sobre o caso da filha contra o ex-senador nos próximos dias.

Conforme relato da jovem, que tinha 17 anos à época, Telmário a levou para um lago na zona Rural de Boa Vista. Contudo, o local estava fechado e decidiu voltar com a filha para a cidade. No percurso, o ex-senador teria dado bebida à adolescente e a assediado. Além disso, a vítima conta que o pai ainda tentou tirar sua roupa. Quando chegou em casa, ela decidiu ligar para a Polícia Militar.

Leia mais